A banda mineira Fusile abre nesta sexta-feira (6) a programação da Mostra Cultural Contemporânea, evento que vai levar à Funarte, até setembro, 27 importantes nomes da atual cena musical independente. Sábado (7) será a vez da apresentação de Karina Buhr e, no domingo (8), do grupo Zimum. Na programação estão Rômulo Fróes, Marcelo Jeneci, China (que nunca trouxe o show solo para Belo Horizonte), Autoramas, Mombojó, Apanhador Só, Peixoto e Maxado, Canastra, Vanguart, entre outros. De Minas Gerais, entre os nomes confirmados estão Thiago Delegado, Capim Seco, Transmissor, Constantina, Dibigode e Iconili.

Os shows acontecerão às sextas-feiras às 19 horas e aos domingos às 17 horas. Aos sábados, serão duas sessões, às 17 horas e às 19 horas. Os ingressos serão vendidos no local, uma hora antes do início de cada show, por R$ 10 e R$ 5 (meia).

Abrangente

A produção é da 53HC Music, que conseguiu realizar o projeto por meio do Edital de Ocupação do Galpão 1 da Funarte MG. “A programação é a mais ampla e abrangente possível, sem nos prender a estilos. É como estamos fazendo no festival . Desde 2005 ele tem tido curadorias mais abertas. Exemplifico com 2007: unimos na mesma noite Móveis Coloniais de Acaju e Matanza”, afirma Bart Ramos, organizador da Mostra Cultural Contemporânea.

Ele sugeriu aos artistas que realizem shows diferentes do que estão acostumados, pensando na limitação física do teatro – apenas 139 lugares.

“Vamos transformar a adversidade numa coisa boa. Se o espaço é pequeno, por que não fazer um show mais intimista? O Canastra, por exemplo, tem um setmais desplugado, que costuma ser feito em teatros. Mas vai ficar a critério de cada artista”, explica o organizador da mostra.