Um motorista profissional foi vítima de um golpe dado por suspostos desembargadores, em Alfenas, no Sul de Minas, nessa semana. Segundo a Polícia Militar, a vítima recebeu uma ligação informando que um grupo de desembargadores precisava de um motorista. Um homem disse que o condutor foi indicado por funcionário de hotel da cidade e que deveria comprar água, refrigerantes e por créditos nos celulares dos supostos desembargadores.
 
O motorista foi a uma loja de conveniência e colocou créditos nos aparelhos indicados através da ligação, os quais chegaram a R$ 4.600. Ao questionar o homem da ligação, o motorista percebeu ter caído em um golpe.
 
A gerencia do hotel afirmou que uma pessoa havia solicitado reserva de apartamentos para um grupo de desembargadores que estaria a trabalho por três dias na cidade e que precisavam de um motorista particular de confiança, por isso, foi indicado aquele que acabou por se tornar vítima. Os suspeitos de aplicar o golpe não foram identificados e o caso foi registrado pela Polícia Militar.