A Polícia Civil prendeu em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, um homem suspeito de aplicar golpes através de corridas por aplicativo de transporte na capital mineira. Os prejuízos aos passageiros, em sua maioria mulheres e idosos, chegam a R$ 50 mil.

Segundo a Polícia Civil de Minas, o mandado de prisão temporária foi cumprido na quarta-feira (25), no bairro Chácara.

De acordo com a investigação, a estratégia usada pelo suspeito era informar ao final de cada corrida que o pagamento prévio não havia sido registrado e, em seguida, ele convencia a vítima a fazer um novo pagamento com cartão de débito. Ao passar o cartão na máquina, ele acrescentava duas casas decimais aos valores originais da corrida. Até o momento foram contabilizados mais de R$ 50 mil de prejuízo aos usuários.

Ainda de acordo com a PC, durante a apuração desse caso de estelionato, também ficou comprovado que o motorista também havia lesado uma vítima em São Sebastião da Anta, na região do Rio Doce, ao comprar uma caminhonete e um veículo com um cheque fraudado no valor de R$ 120 mil.

Com o suspeito, os agentes apreenderam uma réplica de pistola, um porta-documentos do Poder Judiciário em nome dele, R$ 1.700,00 em dinheiro, uma máquina de cartão, dois telefones, notebook e impressora.

As investigações, que ainda estão em curso na tentativa de identificar novas vítimas, estão a cargo da 1ª Delegacia de Polícia Civil Noroeste.

Leia mais:
Idoso foi morto em Santa Luzia por reconhecer ex-funcionário como um dos assaltantes
Polícia Civil prende três por pichação em BH e Esmeraldas