Uma mulher de 28 anos morreu, na tarde desta segunda-feira (1º), após a motocicleta em que ela estava na garupa ser atingida por um carro de passeio, que fez uma conversão proibida na avenida Amazonas, uma das mais movimentadas de Belo Horizonte, na altura do bairro Barroca, na região Oeste da capital mineira. O condutor da moto, de 30 anos, ficou ferido e precisou ser socorrido, assim como o motorista e a passageira do carro, de 51 e 52 anos. 

As informações iniciais da Polícia Militar (PM) dão conta que a batida aconteceu por volta das 15h no cruzamento da avenida com a rua Pedra Bonita. O Hoje em Dia conversou com uma testemunha, que relatou que o Fiat Palio prata, com placa de Paraopeba, na região Central do Estado, seguia no sentido Centro da Amazonas e, de repente, teria feito a conversão proibida, atingindo a moto que seguia no sentido contrário da avenida. 

"Só ouvi o barulho. Me falaram que a moça voou muito longe com a batida. Quando cheguei lá, pensei que a moto ou o carro tinham furado o sinal, mas ao que parece foi pior. O que o carro fez foi absurdo", disse a testemunha, que preferiu não ser identificada. 

De acordo com a assessoria do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), a corporação confirmou o óbito da mulher e também socorreu o motorista da moto, que sofreu fratura no punho e sentia dor lombar. Ele estava consciente e acabou encaminhado para o Hospital de Pronto-Socorro (HPS) João XXIII. 

O Samu socorreu ainda as duas pessoas que estavam no carro para o Hospital Odilon Behrens, sendo que nenhum deles apresentava lesões aparentes. Porém, a mulher de 52 anos reclamava de dor de cabeça após a batida. 

A PM ainda não precisou se o veículo que teria provocado o acidente e a motorista estavam com as documentações regulares. 

Leia mais:
Ônibus e carro são destruídos em incêndio criminoso e autores dizem ser detentos da Nelson Hungria
Queda de paramotor no Sul de Minas pode ter sido causada por linha chilena
BR-040 é totalmente liberada após acidente que deixou quatro mortos em Congonhas