O motorista Governo do Estado flagrado cometendo uma série de infrações de trânsito foi afastado do trabalho. A informação foi confirmada, nesta segunda-feira (3), pela Superintendência Central de Imprensa do Governo do Estado de Minas Gerais. Na quinta-feira (30), o veículo oficial estava estacionado em uma ciclovia, na orla da Lagoa da Pampulha, em Belo Horizonte. No episódio, o homem também arrancou a van e arrastou uma bicicleta por cerca de dois metros. O fato foi registrado em um vídeo (veja abaixo).
 
O motorista trabalha na Coordenadoria Especial de Gestão das Unidades de Atendimento Integrado (Ceguai). O órgão abriu sindicância para apurar os fatos e confirmou que o veículo, com placa de Belo Horizonte, pertence ao Governo de Minas. 
 
Segundo a Ceguai, o motorista envolvido no incidente foi ouvido pela Polícia Civil, na manhã desta segunda-feira (3), e ficará afastado do trabalho provisoriamente até que acontecimentos sejam apurados. 
 
Conforme a Ceguai, o caso é investigado pela 3ª Delegacia de Polícia Civil Noroeste, que ouvirá, no decorrer desta semana, o ciclista que teve a bicicleta danificada e as testemunhas, no “procedimento que visa uma apuração rigorosa dos fatos e a devida responsabilização”.
 
 
Relembre o caso
 
O motorista da van do Governo estacionou o veículo em uma ciclovia, na orla da Lagoa da Pampulha, em 30 de outubro. Ao ser questionado pelo ciclista Thiago Muniz e ver que estava sendo filmado, o condutor arrancou a van, arrastando uma bicicleta por cerca de dois metros. Muniz registrou a ação e divulgou o vídeo no Facebook.
 
Confira o vídeo:
 
 
 
 
 
 
 
Em três horas de postagem, a publicação teve quase quinze mil visualizações e quase mil compartilhamentos. Indignado, o ciclista desabafou na rede social. "Ninguém respeita ninguém neste transito cada vez mais caótico, vários ou a maioria infringe regras, não há uma boa fiscalização e o pior muitos morrem a cada dia vítima do transito por motivos principalmente a IMPRUDÊNCIA! (sic)", escreveu.
 
"O cara estava parado em cima da ciclovia falando ao telefone e ao ver que estava sendo filmando simplesmente jogou o poderoso e grandioso carro em cima de mim afim de que não tivesse nenhuma imagem dele. O cara arrancou arrastando a bike por aprox. 2 metros e só parou por que se ele continuasse ela iria ficar agarrada em baixo do carro. Pra piorar o cara ameaçou jogando o carro duas vezes em cima de mim e simplesmente viu que dava para ele passar do outro lado da rua e fugiu, sem prestar uma assistência se quer", continuou.
 
O ciclista relatou que não se feriu, mas acionou a Polícia Militar e registou Boletim de Ocorrência. Na época, por meio de nota, o Governo havia informado que não foi registrada nenhuma ocorrência policial sobre o caso e que iria tomar as medidas cabíveis.