A Lei Seca não impediu que motoristas bebessem e dirigissem nas rodovias estaduais, a Polícia Militar Rodoviária (PMRv) flagrou e prendeu 63 infratores durante o feriado prolongado de Corpus Christi. O balanço divulgado nesta segunda-feira (3) leva em consideração as ocorrências registradas entre a noite de quarta-feira (29) e a manhã desta segunda-feira.

Os motoristas flagrados durante a operação apresentaram teor etílico acima de 0,34mg/l, o que é considerado crime de trânsito. Eles foram multados em R$1.915,40, tiveram as carteiras nacional de habilitação apreendidas.

A partir de agora, eles podem ficar sem o direito de dirigir por até um ano. Esses infratores serão julgados pela Justiça e podem ser condenados a cumprir pena que varia de seis meses a três anos de detenção.
 
Outros 27 motoristas receberam a mesma punição, mas não foram presos por crime de trânsito. Dezoito deles se recusaram a se submeter ao teste do bafômetro. Os nove motoristas restantes foram autuados por estarem dirigindo com teor etílico entre 0,05 e 0,33mg/l.

Muitos motoristas se arriscaram a dirigir sem a Carteira Nacional de Habilitação (CNH), a PMRv flagrou 731 pessoas conduzindo veículos sem o documento obrigatório. Elas foram autuadas.

Ainda de acordo com a polícia, dos  60.659 veículos fiscalizados, 232 foram apreendidos por apresentarem alguma irregularidade e quatro que haviam sido roubados foram recuperados. Duzentos e setenta e uma carteiras nacional de habilitação foram apreendidas, assim como 276 documentos de veículos.