O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) e a Polícia Civil, por meio de Procon Estadual (Procon-MG) deflagraram, na manhã desta terça-feira (24), uma operação em combate aos estabelecimentos de Belo Horizonte que estão vendendo produtos com preços abusivos emi meio à pandemia e coronavírus.

De acordo com o MP, 17 estabelecimentos comerciais são alvos da operação, dentre farmácias e distribuidores situados na capital mineira, que foram denunciados por comercializarem as máscaras descartáveis e o álcool em gel com preço abusivo.

As empresas fiscalizadas estão sujeitas a medidas administrativas previstas no Código de Defesa do Consumidor e seus representantes legais poderão responder por crime contra a economia popular, com penas que variam de seis meses a dois anos de multa.

Operação MPMG e Polícia Civil preços abusivos