O Ministério Público Federal (MPF) em Minas Gerais informou nesta segunda-feira (29) que recomendou à Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) que agilize a liberação do projeto de trem de passageiros ligando Belo Horizonte a Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

Segundo o MPF, o projeto é da Associação de Preservação das Tradições e do Patrimônio Cultural de Santa Bárbara (Apito) e pretende utilizar parte da malha ferroviária arrendada à concessionária MRS Logística para instalar uma linha de transporte de passageiros até o Museu de Inhotim, que fica a 64 quilômetros da capital mineira.

A iniciativa, que já conta com o apoio da Comissão Extraordinária Pró-Ferrovias Mineiras, da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), e da própria concessionária do ramal ferroviário, a MRS Logística, também foi encaminhada ao Departamento Nacional de Infraestrutura Terrestre (DNIT).

Ainda de acordo com os procuradores, a Apito deve providenciar a restauração, conservação e manutenção do material recebido para a operacionalização da linha, além de ter de concluir o plano de negócios em prazo não superior a 120 dias após a chegada do material rodante a Belo Horizonte.

*Com informações do MPF

Leia mais:
Ministro do Turismo anuncia trem de passageiros entre BH e Brumadinho
Governo anuncia trem turístico que ligará Praça da Estação ao Inhotim