A Polícia Civil de Divinópolis, no Centro-Oeste do Estado, investiga a morte de uma mulher de 39 que foi encontrada morta em matagal do bairro Grajau nesta quarta-feira (25). A vítima tinha um corte na cabeça e estava com as roupas abaixadas até os joelhos.

De acordo com o boletim de ocorrência, uma moradora  informou que estava na porta de casa quando um homem de aproximadamente 60 anos se aproximou de bicicleta e disse que havia um corpo caído no meio do mato. Essa mulher então foi até o matagal e encontrou a vítima caída, com uma perfuração na cabeça e a calça e a calcinha abaixadas até a altura dos joelhos.  

Segundo a perícia, ela sofreu um corte profundo na nuca, mas não foi possível precisar o que teria causado a lesão. E apesar de ter sido encontrada com as roupas abaixadas, não foi possível constatar, no local, se ela sofreu algum tipo de violência sexual.

Ainda conforme a PM, o senhor que encontrou o corpo não aguardou a chegada da viatura e não foi localizado. Os moradores disseram que não era conhecido na vizinhança. 

O companheiro da mulher esteve no local do crime para reconhecer o corpo. Ele contou aos militares que ela saiu de casa para trabalhar bem cedo e quando ele retornou para almoçar, encontrou um bilhete dela, dizendo que iria ao Centro, e em seguida, na igreja.

O homem disse também que ela era usuária de drogas e sempre que conseguia dinheiro, ia até este matagal para comprar e consumir entorpecentes.