O corpo de uma mulher que foi morta e enterrada no quintal de casa em Simonésia, na Zona da Mata, foi encontrado nesta quinta-feira (26). Ela estava desaparecida desde o sábado (21) e tinha sinais de estrangulamento e de violência sexual, conforme os militares. Um homem foi preso suspeito de ter participação no crime, ele foi visto pelos vizinhos da mulher construindo um galinheiro no local onde a mulher havia sido enterrada. 

De acordo com os militares, a última vez que a mulher foi vista ela estava na companhia de dois homens, saindo de um bar, na Zona Rural da cidade. Os vizinhos estranharam o fato de um homem estar no quintal da casa da mulher desaparecida fazendo escavações e, por isso, acionaram os militares.

Há suspeita de que a mulher tenha morrido em consequência de estrangulamento, já que ela tinha várias marcas no pescoço, além disso, ela teria sofrido abuso sexual. Na cova, foram encontrados restos de preservativos. O material foi recolhido e encaminhado para a perícia.

Os vizinhos ajudaram a identificar o suspeito que estava no quintal dela, tentando construir o galinheiro. Após rastreamento ele foi preso. O suspeito negou ter matado a mulher, mas afirmou que estava com ela no sábado na companhia de um outro homem.

O caso está sendo investigado pela Polícia Civil, que tenta localizar o outro suspeito. O corpo da mulher foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML).