Uma mulher, de 31 anos, foi presa por suspeita de injúria racial contra o porteiro de um prédio no bairro Santa Maria, em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, na noite dessa terça-feira (24). O fato ocorreu no prédio onde a mulher mora. Ela foi liberada após pagar fiança de R$ 2 mil.

De acordo com a Polícia Militar, a mãe da moradora chegou ao local para visitar a filha e o interfone estava estragado. Orientado pela síndica a pedir os convidados a ligarem para o morador descer para recebê-los, o porteiro, de 43 anos, repassou a orientação. A mãe da moradora então ligou para filha, que, ainda segundo a PM, já desceu nervosa, xingando o porteiro de "macaco e fedorento" e dizendo que não "ia ficar descendo toda hora para receber as pessoas". 

No momento, outros convidados também estavam na portaria, aguardando para entrar, e chamaram a polícia, após presenciarem a confusão. Todos foram levados para delegacia de plantão de Contagem para depoimento.

Leia mais:
Homem que chamou motorista de ônibus de 'macaco' recebe liberdade provisória após pagar R$ 5 mil
Durante briga de trânsito no Centro de BH, homem chama motorista de ônibus de macaco
Família de presa por injúria racial em BH pede desculpas e alega que ela tem transtorno mental