Uma mulher de 38 anos foi presa em flagrante após tentar matar o ex-companheiro em Ribeirão das Neves, na Grande BH. A vítima, conforme a Polícia Militar, foi dopada, amarrada em uma árvore e esfaqueada. O crime aconteceu em um matagal que fica às margens da LMG-806, na quarta-feira (1º).

Aos militares do 22º Batalhão, a suspeita contou que chamou o homem, de 28 anos, para fazer sexo no matagal. Contudo, o crime já havia sido premeditado e a intenção dela não era manter relação sexual com o ex. No Boletim de Ocorrência consta que a mulher disse que deixou o homem nu e depois o dopou com remédio para dormir.

A vítima ficou desacordada por aproximadamente duas horas. Neste período, ela foi amarrada na árvore e esfaqueada. O homem só não foi assassinado pois acordou e conseguiu se desprender das fitas adesivas que o seguravam no tronco.

Ferido, o homem agredido se arrastou em direção à rodovia, onde gritou por socorro. O vigilante de um aterro sanitário ouviu os gritos e acionou a PM. Pouco tempo depois, os policiais ouviram os gritos da mulher. Ao entrar no matagal, os PMs encontraram a mulher seminua.

Questionada se teria sido vítima de abuso sexual, ela confessou que tentou matar o ex porque o homem estaria ameaçando a família dela. A mulher ainda disse que não concretizou o homicídio pois perdeu a faca na mata. O instrumento usado no crime foi procurado, mas não foi localizado pelos militares.

A suspeita foi levada para a Delegacia de Ribeirão das Neves. Já o homem esfaqueado foi socorrido em estado grave para a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) Justinópolis. Conforme os médicos, ele recebeu três facadas no pescoço, tórax e abdômen.

O caso será investigado pela Polícia Civil.