Uma paciente de 47 anos morreu após chutar uma porta de vidro e sofrer cortes em um posto de saúde de Sardoá, no Vale do Rio Doce, nessa terça-feira (14). De acordo com informações de José Carlos Alves, secretário de Saúde do município, a mulher ficou nervosa após supostamente não ter sido atendida no dia marcado. 

"Não posso afirmar que ela não tinha nada marcado, mas documentos que recebi comprovam que não havia atendimento agendado para o dia 14", explicou o gerente da pasta municipal. 

O caso teve início por volta das 7h30 dessa terça. A mulher chegou ao posto irritada pois o carro da prefeitura que a buscaria em casa e a levaria para Governador Valadares, na mesma região, para a realização de um exame de ultrassom, não teria cumprido o combinado. 

No entanto, em contato com o chefe de transportes, ela foi informada que não havia nenhum agendamento para a data e sim para o dia seguinte, que seria nesta quarta-feira (15). Segundo relatos dados por funcionários ao secretário de Saúde do município, a paciente ficou nervosa, vindo a agredir e rasgar a camisa do motorista da prefeitura. 

Em seguida, ela teria se acalmado, mas voltou a se exaltar: a mulher deu três chutes em uma porta de vidro da unidade de saúde, momento em que teve uma artéria cortada imediatamente. 

Os médicos, segundo José Carlos, fizeram pronto-atendimento, mas não foi possível salvá-la.