O Dia Internacional da Mulher ainda é marcado por grandes desafios no Brasil. O país tem apenas 37,4% dos cargos gerenciais ocupados por mulheres, como aponta a pesquisa Estatísticas de Gênero, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A relações públicas Gizelle Andrade Tocchetto, diretora de Meio Ambiente de uma mineradora chinesa que atua em Minas Gerais, faz parte desse universo restrito. Lá, ela começou como coordenadora e passou pela gerência até chegar ao cargo atual há 3 anos. A trajetória levou 8 anos.  

Gizelle Andrade Tocchetto

Gizelle levou 8 anos para chegar ao cargo atual 

Funcionária em um setor tradicionalmente masculino, Gizelle lembra que enfrentou muitos desafios e fez vários cursos de especialização para evitar a vulnerabilidade e estar preparada para driblar todos os obstáculos. Para ela, a receita de sucesso tem dois aspectos fundamentais: o primeiro é que cada mulher “tem que acreditar no seu próprio potencial”. O segundo é buscar o equilíbrio entre o trabalho, as relações pessoais e a feminilidade.  

Acompanhe a entrevista na íntegra.