Um homem de 30 anos ficou gravemente ferido após levar facadas e ser queimado com água fervente pela própria companheira, no fim da noite de quarta-feira (22), no Aglomerado da Serra, na região Centro-Sul de Belo Horizonte. À Polícia Militar, a mulher alegou legítima defesa.

De acordo com a PM, que foi chamada por vizinhos, o homem foi encontrado sangrando, com perfurações em uma das mãos e na região do tórax, além de estar com parte do corpo com queimaduras de 1º grau.

A suspeita das agressões, de 35 anos, foi encontrada segurando uma faca, próximo à residência onde teria ocorrido a briga do casal. Ela estava com os joelhos machucados.

A jovem disse aos militares que houve uma discussão com o companheiro e foi agredida a pauladas. Para se defender, pegou a faca e golpeou o homem. Depois, numa ação de impulso, teria jogado nele uma panela com água quente que estava no fogão. Na sequência, ela fugiu.

Ambos foram levados para atendimento médico na Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) Oeste. A mulher, após ser medicada, foi levada para a Ceflan 3, na região do Barreiro. Após depoimento, foi liberada.

Leia também:
Prefeitura e empresários têm hoje mais uma rodada de discussão sobre abertura do comércio em BH
Justiça reafirma que cidades mineiras não podem flexibilizar comércio sem autorização do Estado
Pesquisadores desenvolvem tecido que neutraliza novo coronavírus