Uma mulher, que diz estar grávida de dois meses, teve 50% do corpo queimado na noite dessa quarta-feira (8) no bairro Providência, na região Norte de Belo Horizonte. O marido, 29 anos, e o cunhado, 33 anos, são os principais suspeitos de terem cometido o crime.

O companheiro da vítima disse à Polícia Militar (PM) que a briga começou por causa de um pacote de arroz que ele comprou e a mulher teria vendido. Ele contou ainda que ela faz uso de drogas e que ela mesmo teria ateado fogo em seu próprio corpo. O irmão confirma a versão.

A mulher de 37 anos foi socorrida para o Hospital João XXIII e os suspeitos foram presos e conduzidos para a Delegacia Especializada da Mulher para melhores esclarecimentos.