Mulher de 22 anos foi morta carbonizada na cozinha de sua residência, na cidade de Conselheiro Lafaiete, após incêndio ocorrido na madrugada deste sábado (26). Um bebê foi salvo a tempo e levado para um hospital da região.

 Apesar de as chamas do corpo terem sido extintas com cobertor e água da própria casa, os bombeiros não conseguiram evitar o óbito. No interior da cozinha, havia um botijão de gás e uma geladeira, ambos em chamas quando a corporação entrou no lugar.

A Polícia Militar já estava no local, chamada por populares para uma ocorrência de briga no endereço. A equipe  fez buscas no imóvel pela outra vítima que seria um bebê, mas não encontraram mais ninguém no interior da casa.

Durante as buscas, foi informado que um rapaz de 22 anos teria adentrado ao local e retirado o bebê de quatro meses antes da chegada da equipe, e  entregue a uma vizinha de 20 anos. O bebê estava aparentemente bem e foi repassado a uma equipe do Samu.

O homem que resgatou o bebê do interior da residência não soube dizer a causa do incêndio, alegando que viu a fumaça e entrou para tentar salvar as vítimas. 
Em um dos cômodos havia uma faca, sendo ainda encontrados marcas de sangue pisado no chão. Havia ainda uma outra faca com sangue, ao lado do corpo carbonizado.