Uma mulher de 38 anos, acusada de mandar matar o companheiro de 76 anos para ficar com a herança, "fugiu" durante o julgamento de seu caso no Fórum Lafayette em Belo Horizonte, na tarde dessa segunda-feira (3). Ela foi presa na manhã desta terça (4) quando estava em um ônibus que saiu da capital em direção a Minas Novas, na região do Jequitinhonha e Mucuri. 

Segundo a Polícia Militar, desde essa segunda a mulher estava sendo procurada e acabou sendo localizada quando o ônibus passava pela cidade de Gouveia, após os militares receberem a denúncia de que ela estaria no coletivo e tinha um mandado de prisão em aberto. Após a captura, ela foi levada para a Delegacia de Diamantina. 

Segundo o Tribunal de Justiça de Minas Gerais, a mulher respondia ao processo em liberdade, portanto, a sua ausência não pode ser considerada necessariamente uma fuga. O fato ocorreu entre a réplica e a tréplica dos advogados que julgavam o seu caso, momento em que ela simplesmente saiu do fórum e não voltou mais. O julgamento prosseguiu e ela foi condenada a 21 anos de prisão por homicídio triplamente qualificado. 

Leia mais:

Motorista que atropelou, matou motociclista e fugiu em Venda Nova já tinha 40 pontos na CNH
Mulher morre ao ser atropelada na Raja Gabaglia; motorista que dirigia BMW fugiu