Uma mulher que foi agredida pelo namorado e jogada para fora do carro dele deverá receber R$ 30 mil em indenização. O homem, que é médico oncologista, também foi condenado na esfera criminal e teve de cumprir prisão domiciliar por quatro meses.

Após as agressões, a vítima teve seu nariz fraturado e precisou fazer uma cirurgia plástica. O crime aconteceu em Andradas, no Sul de Minas, quando ela tinha 20 anos. Hoje a mulher trabalha como policial militar.

A denúncia relata que a mulher, o namorado e um primo dele estavam na estrada quando o celular do médico indicou o recebimento de uma mensagem. Ao pegar o celular do namorado, a mulher acabou sendo agredida e jogada para fora do veículo.

A vítima entrou na Justiça contra o ex-namorado e o primo dele, que omitiu socorro. Na primeira instância, a Justiça determinou que os dois pagassem R$ 10 mil por danos morais a ela.

Já a 13ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) decidiu que somente o ex-namorado deveria pagar pela indenização e aumentou o valor para R$ 30 mil.

O relator, desembargador Luiz Carlos Gomes da Mata, levou em conta as severas lesões sofridas pela autora e o fato de a agressão ter ocorrido dentro do contexto de um relacionamento amoroso.