Após receber a denúncia de que estudantes estariam sendo atraídos para um curso pago que daria vantagens no ingresso de seu programa de estágios, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MG) emitiu uma nota esclarecendo como funciona seu processo seletivo. De acordo com o órgão, os estagiários são escolhidos conforme a nota global do estudante em seu curso e o rodízio de faculdades parceiras.

“Assim, não há a exigência de realização de qualquer curso específico prévio”, esclarece o tribunal. Confira aqui a lista de faculdades parceiras, de onde saem os estudantes aptos a participar dos estágios remunerados do TRE em áreas como Direito, Administração, Contabilidade, Psicologia, Pedagogia, História, Museologia, Engenharia e Design Gráfico.  Em Belo Horizonte, o valor da bolsa-estágio é de R$ 800 e também há o pagamento de auxílio-transporte. 

Conforme o TRE, os requisitos exigidos para as vagas de estágio são: estar regularmente matriculado no curso de instituição conveniada com o Tribunal; estar em determinado período do curso específico a que se refere a vaga de estágio; ter média de aproveitamento global mínima 70%; e possuir título de eleitor regular e estar quite com a Justiça Eleitoral.

Todas as informações de requisitos e impedimentos para estagiar no TRE-MG podem ser verificados nos editais, disponíveis na página de Concursos e Estágios, no portal do TRE-MG. As oportunidades de estágio também são publicadas no site. Neste momento, há vagas em Belo Horizonte (para estudantes de Administração, Arquitetura, Informática, Design Gráfico, Cinema e Vídeo e Engenharia Civil), e outras 66 cidades mineiras.

O candidato interessado deverá fazer sua inscrição pela internet no site do TRE-MG e enviar toda a documentação exigida através de um único anexo à ficha de inscrição. A convocação obedecerá a ordem de classificação do aluno na região e turno e, respeitará uma alternância entre as instituições de ensino conveniadas.