Não vacinados contra Covid representam 85% dos internados em BH, diz Kalil

Luiz Augusto Barros
@luizaugbarros
26/01/2022 às 20:04.
Atualizado em 30/01/2022 às 01:06
 (©Marcello Casal jr/Agência Brasil)

(©Marcello Casal jr/Agência Brasil)

Pacientes não vacinados representam 85% dos internados por complicações da Covid-19 em Belo Horizonte na rede controlada pela Secretaria Municipal de Saúde (SMSA). A informação é do prefeito Alexandre Kalil (PSD), em entrevista coletiva nesta quarta-feira (26).

“Dos 15% restantes, são pessoas com comorbidades”, completou o mandatário. O alerta foi feito em meio ao aumento do número de casos do coronavírus devido à circulação da variante Ômicron, o que provocou o adiamento do retorno às aulas das crianças de 5 a 11 anos.

“Se essa criança se contaminar dentro da escola, vai levar o vírus para dentro de casa. E pior, pode adquirir problemas graves com a doença”, disse Kalil.

Além disso, o chefe do Executivo fez um apelo à população da capital. “Se você se vacinar, e a grande maioria da população de Belo Horizonte se vacinou, tenha o cuidado e o carinho de vacinar os seus filhos e netos, quem está sob sua responsabilidade. A vacina é absolutamente segura”.

Indicadores

Segundo o secretário municipal de Saúde, Jackson Machado Pinto, o rt em BH nesta quarta está em 1,15. A ocupação das UTIs exclusivas para o tratamento do coronavírus está em 82,1%, enquanto a das enfermarias é de 82,2%.

Leia mais:

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por