Nível do Rio Doce sobe e entra na cota de alerta de transbordamento em Governador Valadares

Lucas Sanches
@sanches_07
03/01/2022 às 12:46.
Atualizado em 04/01/2022 às 00:17

Em razão das fortes chuvas que atingiram Minas no fim do ano, o nível do Rio Doce, um dos principais do Estado, entrou na cota de alerta na altura de Governador Valadares, na região Leste. De acordo com a Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil (Comdec) da cidade, a situação se confirmou na madrugada desta segunda-feira (3).

Tendo em vista que a chuva vai continuar nas regiões que englobam a cabeceira do rio, a Comdec ainda aponta para risco de refluxo em ruas próximas ao rio nos bairros São Tarcísio e Santa Rita (Baixa do Quiabo).

Os pontos de monitoramento a montante continuam acompanhados pela Defesa Civil municipal. Às 10h desta segunda, a medição do rio estava em 1,77 m na régua que fica no rio, na área do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE). 

Em caso de emergência, o órgão recomenda que as pessoas liguem imediatamente para o telefone 199. Confira ainda algumas recomendações para enfrentamento ao período chuvoso e às cheias nos rios da região:

  • Acompanhe o nível do Rio Doce por meio das réguas da Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais (CPRM) instaladas às margens do Rio Doce e no
  • site do SAAE
  • Redobre a atenção em caso de chuvas fortes, pois elas diminuem a visibilidade e a pista molhada pode causar acidentes
  • Não transite em áreas alagadas (seja a pé ou em veículos)
  • Observe sinais de encharcamento e movimentação do solo das encostas
  • Deixe sua residência preventivamente caso pressinta algum risco
  • Não deposite em vias públicas quaisquer materiais ou lixo que possam comprometer o escoamento da água da chuva

Em caso de tempestades acompanhadas de descargas atmosféricas é importante observar também as seguintes recomendações:

  • Se estiver ao ar livre, procure um abrigo seguro, longe de árvores e estruturas metálicas
  • Se estiver dirigindo, pare num local elevado (livre de inundações), longe de árvores, redes elétricas e rios
  • Evite usar o telefone durante uma tempestade
Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por