Pelo 11º dia consecutivo, a taxa de transmissão do novo coronavírus está em nível de alerta (Rt acima de 1,00) e isso já começa a refletir em um aumento no número de pessoas internadas por causa da doença em Belo Horizonte. Neste momento, a cidade tem 2.456 pacientes em acompanhamento, sendo que 273 deles estão internados em UTIs e 584 em enfermarias, de acordo com dados do boletim epidemiológico divulgado pela prefeitura nesta sexta-feira (20).

No dia 3 de novembro, havia na capital mineira 224 internados em UTIs por causa da Covid e 470 em leitos de enfermaria (contando redes pública e particular) naquele momento. Em menos de 20 dias, houve um crescimento de 21,87% nas internações de terapia intensiva por causa da doença e 24,25% nas enfermarias.

O boletim desta sexta-feira mostra que a capital mineira registrou 52.352 casos confirmados pela doença desde o início da pandemia, 271 a mais do que no dia anterior. Também foram contabilizadas 1.610 mortes pela Covid até o momento, 13 a mais do que o boletim de quinta-feira. Há ainda 95 óbitos sendo investigados.

O número médio de transmissão por infectado (Rt) está em 1,09. Isso quer dizer que, em média, 100 infectados transmitem o novo coronavírus para 109 pessoas. Acima de 1,00, o índice aponta estado de alerta para a população, pois pode indicar aumento da epidemia na cidade. Já os outros dois indicadores de monitoramento estão controlados (nível verde).

Confira:

indicadores 20.11