Na viagem de ida, deformações no asfalto, buracos, erosões, pontes com limitações de peso, obras e desvios. Na volta, não bastassem as armadilhas, muita chuva. Quem vai pegar a estrada para curtir o feriado do Natal deve, mais uma vez, redobrar a atenção. A partir de hoje, o fluxo de veículos começa a ficar intenso nas rodovias mineiras.

Os motoristas que pretendem assumir o volante vão encontrar pela frente pelo menos 55 trechos com restrições de tráfego. São 30 pontos que exigem cuidado nas pistas federais e 25 nas estaduais. O levantamento foi feito ontem nos sites do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) e do Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DEER-MG). 

Dentre os locais com restrição, destaque para a BR-381, principal rota que liga Minas ao litoral do Espírito Santo. A precaução deve ser maior no trecho conhecido como Rodovia da Morte, entre BH e João Monlevade, na região Central. Além das curvas acentuadas, a sinalização está precária em alguns pontos.

Na BR-251, que dá acesso à Bahia, há buracos e obras em andamento. A situação é a mesma na BR-367, uma das rotas para Diamantina, no Vale do Jequitinhonha.

Acidentes

No recesso do ano passado, as BRs registraram 190 acidentes, com 201 feridos e 14 mortos, entre 22 e 25 de dezembro. Na tentativa de prevenir as ocorrências, orientar os condutores e barrar as imprudências, as polícias Rodoviária Federal (PRF) e Militar Rodoviária (PMRv) prometem operações e cerco aos infratores. 

Um dos principais focos é coibir a perigosa combinação entre direção e bebida alcoólica. “Vamos contar com seis helicópteros e mais de 1.500 policiais. Durante as abordagens, os motoristas serão submetidos ao bafômetro e as condições do carro, checadas”, conta o assessor de comunicação da PMRv, major Geraldo Cardoso. Já a PRF contará com 23 radares e 230 bafômetros.

Além das imprudências, outra situação que preocupa é a previsão do tempo. De acordo com Claudemir Félix, do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a saída para o feriado terá precipitações isoladas em todo o Estado. Porém, o alerta é maior para os dias 25 e 26. “Há previsão de chuva constante, a qualquer hora do dia, principalmente para as regiões Central, Zona da Mata e Sul de Minas”.

Manutenção

Em nota, o Dnit informou que atualmente estão em vigor 110 contratos de manutenção e conservação das vias mineiras, com investimentos na ordem R$ 1,6 bilhão. Segundo a pasta, as obras são feitas 5,8 mil km de pistas, 90% da malha. 

Já o DEER diz que, nos últimos três anos, 474 km foram pavimentados e 833 km recuperados. Desde 2015 foram investidos R$ 2,5 bilhões. O órgão ainda diz que fará operações durante o período de férias.