O novo cadastro na rede estadual, implementado neste ano pela Secretaria de Educação de Minas Gerais (SEE-MG), gerou atrasos no calendário de pré-matrículas. Nesta segunda-feira (1), data oficial da volta às aulas nas instituições públicas do Estado, muitos pais ainda não sabem quando os filhos começarão a estudar. 

Isso porque, a partir desta segunda, tem início a matrícula para as vagas remanescentes nas escolas, e muitos responsáveis pelos estudantes formam filas nas unidades, inclusive desde domingo (9), para garantir o acesso ao ensino em 2020. É o que aconteceu na Escola Estadual Duque de Caxias, no Barreiro. 

A diretora da instituição, Maria Elisa Resende, comenta que a expectativa é atender a todos, inclusive os que foram no domingo, mas que não sabe se haverá vagas. "Conseguimos atender pais até as 11h, todos foram atendidos. Depois disso, não sabemos. Mas é natural essa procura, eles querem garantir o cadastro dos filhos". 

A SEE-MG informou que é preciso acessar o site http://matricula.educacao.mg.gov.br/ para visualizar quais unidades ainda têm opções para, então, ir à escola pessoalmente e efetivar a matrícula. As inscrições serão feitas por ordem de chegada. 

Ainda conforme a SEE, foram recebidas 327 mil pré-matrículas de interessados em ingressar na rede estadual de ensino ou mudar de escola, sendo que 97% foram alocados em uma das três instituições que escolheram.

Leia mais:

Pais que ainda não matricularam os filhos devem cadastrá-los na rede municipal até esta terça
Mães e pais passam a madrugada em fila para tentar vaga em escolas públicas de BH
Após problemas técnicos, Secretaria de Educação divulga 1ª chamada para rede estadual de ensino