Na tentativa de barrar o acesso de turistas e conter o avanço da Covid-19, a Prefeitura de Santana do Riacho, na região Central, decretou “lockdown” durante os dias em que seriam comemorados o Carnaval. Lá, fica a Serra do Cipó, um dos destinos mais procurados pelos mineiros durante o recesso.

As pousadas deverão permanecer fechadas. Não está permitida a venda nem o consumo de bebidas alcóolicas em local público. As medidas, publicadas nesta quarta-feira (27), entram em vigor em 11 de fevereiro e segue até o dia 16. Conforme o município, estarão autorizados a funcionar apenas os serviços essenciais como supermercados, açougues, distribuidores de gás e água mineral, farmácias e postos de combustíveis. 

O decreto também suspende os alvarás de funcionamento dos estabelecimentos comerciais, como bares e restaurantes. Os serviços autorizados deverão limitar a entrada de "duas a 30 pessoas por vez", de acordo com o tamanho do espaço físico.

Lockdown

Nas redes sociais, a prefeitura considera a medida como "lockdown". Em um vídeo publicado no Instagram, o prefeito Fernando Ribeiro Burgarelli afirmou que a festividade será realizada posteriormente. “Não haverá o feriado de Carnaval no nosso município em fevereiro. Foi uma decisão tomada pelo Comitê de Enfrentamento à Covid, devido à crescente de casos no Estado e do fechamento dos municípios. Iremos remarcar essa data oportuna quando estivermos em condições de realizar a festividade”, disse.

A prefeitura também informou que fará fiscalizações durante o período do decreto, “a fim de se fazer cumprir as determinações”.

Leia mais:
Dívida pública pode alcançar até R$ 5,9 trilhões em 2021
Covid-19: OMS aponta presença da variante de Manaus em oito países
Em menos de 24 horas, dois ex-vice-prefeitos de Perdões morrem vítimas da Covid-19