A seleção brasileira feminina de basquete estreia neste domingo (9), às 23h30 (de Brasília), contra a Venezuela, na Copa América, na cidade de Edmonton, no Canadá. O torneio vai até o próximo dia 16 e também é válido como Pré-Olímpico - a seleção que conquistar o título tem vaga assegurada nos Jogos Olímpicos do Rio, em 2016. Vice-campeã, terceiro e quarto lugares estarão classificados para o Pré-Olímpico Mundial, em junho do ano que vem.

Para a competição, a seleção brasileira ficou concentrada por 10 dias em São Sebastião do Paraíso, Sul de Minas Gerais, e realizou amistosos contra a seleção do Chile. Para o técnico Luiz Augusto Zanon, o período de treinos foi importante.

"Foi muito positivo esses treinamentos em São Sebastião do Paraíso. Os jogos contra o Chile foram uma experiência e tanto. Elas amadureceram depois do que sentiram com a derrota no Pan-Americano. Refizemos algumas propostas e inserimos uma jogadora mais experiente, no caso da Iziane, uma jovem como a Izabela e uma menina com o futuro bom que é a Nádia. A Nádia é uma pivô grande para um jogo interno melhor. Ficamos um pouco mais amadurecidos para buscar essa vaga", explicou o treinador.

O Brasil integra o Grupo B do torneio. Depois da estreia, a seleção folga nesta segunda-feira e enfrenta Equador (terça), Ilhas Virgens (quarta) e Argentina (quinta). O Grupo A é formado por Canadá, Chile, Cuba, Porto Rico e República Dominicana. As duas melhores seleções de cada grupo se classificam para as semifinais.