Três milhões e 700 mil pessoas curtiram, até a tarde desta sexta-feira (23), uma postagem feita pelo astro do cinema Leonardo DiCaprio sobre as queimadas na Amazônia, que preocupam personalidades e políticos em todo o mundo, incluindo o presidente da França. No texto, acompanhado de uma imagem da mata em chamas, o ator e ativista se refere à floresta amazônica como sendo, 'basicamente', os 'pulmões do mundo'.

Além de DiCaprio, outras personalidades e o próprio senso comum tendem a repetir que a maior floresta tropical do mundo sirva como pulmões ao planeta. Do ponto de vista científico, porém, a analogia é equivocada. 

Os pulmões humanos são responsáveis por uma troca gasosa essencial: eles nos fornecem oxigênio e eliminam o gás carbônico produzido pelo próprio corpo durante a queima energética.

De acordo com o biólogo e pesquisador da Universidade Federal de Minas Gerais Adriano Paglia, são as algas marinhas, vegetais fotossintetizantes, que fazem boa parte da liberação de oxigênio na atmosfera mundial - e não a floresta amazônica, que é responsável por uma parte pequena dessa entrega de ar puro à atmosfera. Isso porque, grande parcela do oxigênio produzido pela floresta durante o dia é utilizado por ela mesma no processo de respiração. 

Isso não quer dizer que a Amazônia não deva ser preservada.

Muito pelo contrário. 

algas marinhas

Algas marinhas têm papel essencial na produção de oxigênio no mundo

"Eu não gosto dessas analogias (corpo humano e planeta). O planeta é um conjunto de ecossistemas, do qual a Amazônia é um deles. A Amazônia é o nosso regulador climático mundial, ou seja, responsável pela manutenção do clima no mundo", explica.

Como o clima do planeta é integrado, uma alteração em um ecossistema irá afetar o clima de todo o planeta. "Ela não afeta só a América do Sul e sim o planeta inteiro", diz.

Além disso, ainda segundo o especialista, outras importâncias globais da Amazônia estão no regime de chuvas e na manutenção da enorme biodiversidade, que é responsável pelo equilíbrio de ecossistemas e por serviços ambientais fundamentais para o ser humano. 

Desenhando, a Amazônia não é o pulmão do mundo: sua importância extrapola essa analogia banal: sem a Amazônia a vida no mundo é ameaçada. 

 

Veja os últimos desdobramentos da polêmica em torno das queimadas  na Amazônia:

Ibama vai contratar brigadas para prevenir e combater incêndios
Governo estuda enviar Exército para combater queimadas na Amazônia
Países usam incêndios para tentar prejudicar o Brasil, diz Bolsonaro