A restrição de circulação na orla da Lagoa da Pampulha foi iniciada nesta quinta-feira (9). Grades para evitar o acesso aos cartões-postais, como a Igreja São Francisco de Assis, foram colocadas na região. A medida visa a evitar a aglomeração de pessoas. No último fim de semana, muitos ignoraram a recomendação de isolamento social e foram até a região.

Nesta quinta, nada de multidão. Porém, de forma isolada, alguns corriam enquanto outros caminhavam pelo local. Teve gente que optou por passear de bicicleta próximo aos monumentos que são Patrimônio da Humanidade.

A ação restritiva foi tomada devido às recomendações de isolamento social como forma de conter o avanço do novo coronavírus. O fechamento dos espaços na região cumpre um decreto assinado pelo prefeito Alexandre Kalil na última quarta-feira (8).  

De acordo com a Guarda Civil de BH, agentes fazem o monitoramento do local por meio de rondas em viaturas e também com agentes a pé. Segundo a prefeitura, enquanto estiver em vigor a situação de emergência na capital, o uso de praças e outros locais para atividades de lazer ou esporte está suspenso.

Quem descumprir a determinação, ainda conforme a PBH, poderá sofrer punição administrativa, civil e penal.

Leia também:
Minas tem mais uma morte por Covid-19 e óbitos chegam a 15; casos confirmados somam 655
Coronavírus: Fiat se mobiliza para reparos de dezenas de respiradores com defeitos em Minas
Cemitérios públicos de BH registram aumento nos sepultamentos após coronavírus