Com 183 mortes por Covid-19, a região Noroeste é a que registrou o maior número de óbitos pelo novo coronavírus em Belo Horizonte. As regionais Oeste e Nordeste também estão entre as mais afetadas pela pandemia, com a confirmação de 174 óbitos em cada, de acordo com boletim epidemiológico divulgado pela prefeitura nesta quinta-feira (22).

A situação se revela ainda mais preocupante na região Noroeste em relação às mortes quando se observa o número de pessoas que tiveram sintomas graves em decorrência da Covid-19. Isso, porque outras quatro regionais registraram números maiores de casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) causados pelo novo coronavírus.

Enquanto na região Noroeste houve 511 casos de SRAG (uma pessoa morreu a cada 2,79 registros com gravidade), na Oeste foram 665 casos (um óbito a cada 3,82 pessoas com SRAG associada à Covid). No Barreiro, a proporção é de 3,71. Veja o gráfico:

gráfico mortes regionais covid

Entre os bairros da região Noroeste que registraram maior número de mortes por Covid estão Jardim Alvorada (18), Coqueiros (13), Pindorama (13), Caiçara (12), Carlos Prates (12) e Padre Eustáquio (10).

Boletim

Belo Horizonte registrou 46.900 casos confirmados de Covid-19, de acordo com o boletim epidemiológico desta quinta-feira. Entre esses casos, 43.542 se recuperaram e 1.925 ainda estão em recuperação (internação ou isolamento domiciliar).

A capital mineira contabilizou mais sete mortes pela doença nas últimas 24 horas e registra 1.433 óbitos por Covid desde março. Outras 93 mortes por SRAG são investigadas.

Os três indicadores de monitoramento da epidemia usados pela prefeitura para tomar decisões referentes à reativação da economia estão controlados – ou seja, no  nível verde. Confira:

indicadores 22.10