Entre as diversas mudanças que a chamada de Nova Lei de Trânsito traz e que começaram a valer nessa segunda-feira (12), uma delas promete ajudar o motorista a economizar no pagamento de eventuais multas por infrações de trânsito. Trata-se do desconto de 40% a partir da adesão da notificação on-line.

De acordo com o Departamento de Trânsito de Minas Gerais (Detran-MG), o condutor precisa realizar o cadastro do veículo no Sistema de Notificação Eletrônica (SNE), por meio do aplicativo Carteira Digital de Trânsito (CDT) - baixe aqui para Android e aqui para iOS. Em seguida, o motorista passará a ser notificado eletronicamente sobre as infrações aplicadas pelos órgãos atuadores.

"O proprietário poderá vizualizar os detalhes das notificações e optar pelo seu reconhecimento, sendo oferecido a ele a possibilidade de pagar a infração com 40% de desconto", informou o órgão, em nota. Conforme o Detran, a Nova Lei de Trânsito trouxe a obrigatoriedade da implantação do Sistema de Notificação Eletrônica pelos órgãos de trânsito brasileiros, o que permitirá a aplicação do abatimento.

Outra economia possível e permitida pelo SNE será a disponibilidade de que o cidadão protocole defesas e recursos, sem precisar ir pessoalmente ao departamento de trânsito ou recorrer aos Correios.

Cartilha com mudanças

O Detran-MG criou uma cartilha para facilitar a compreensão sobre as mudanças da lei 14.071/2020. O arquivo está em PDF e pode ser visto aqui. De acordo com o órgão, o documento visa a promover "um trânsito mais seguro, com menos acidentes, menos mortes, com as leis sendo respeitadas, porque isso é onde buscamos chegar", disse o diretor do órgão no Estado, delegado Eurico da Cunha Neto.

cartilha

Cartilha desenvolvida pelo Detran-MG ajuda na compreensão das mudanças da lei

Veja as principais mudanças no CTB:

Maior limite de pontos na CNH
– 40 pontos: 1 ano sem cometer infrações gravíssimas
– 30 pontos: 12 meses com uma infração gravíssima
– 20 pontos: 12 meses com 2 ou 3 infrações gravíssimas
Atenção: motoristas profissionais terão sempre o limite de 40 pontos, independentemente das infrações

Validade
A periodicidade para a realização de exames médicos muda conforme a idade do condutor:
– Menos de 50 anos: renovação da CNH a cada 10 anos
– Idade igual ou superior a 50 anos, mas inferior a 70 anos: renovação a cada 5 anos
– Igual ou superior a 70: renovação a cada 3 anos

Farol em rodovias
– À noite: devem ser mantidos sempre acesos
– Durante o dia: acesos dentro de túneis e em situações de chuva e neblina
– Motos e transporte coletivo: faróis acesos dia e noite

Exame toxicológico obrigatório
– Não realizar o teste, 30 dias após o vencimento, será infração gravíssima, com multa e suspensão do direito de dirigir por 3 meses

Transporte de crianças
– Com até 10 anos e que não tenham atingido 1,45 metro de altura: só banco traseiro e com dispositivo de retenção adequado (cadeirinha), considerando idade, peso e altura. O descumprimento configurará multa gravíssima, de R$293,47 e sete pontos na habilitação

Motocicletas: crianças com menos de 10 anos não poderão ser transportadas na garupa. Nessas infrações, o motociclista recebe multa de R$293,47 e suspensão do direito de dirigir

Conversão automática de multa em advertência
– Antes, a conversão deveria ser solicitada pelo condutor. Agora, ela acontece de forma automática em casos de infração leve ou média. O motorista ainda não poderá ter cometido qualquer outra autuação em 12 meses

Habilitação
– Aula noturna: hoje, o candidato tem que realizar o treinamento. Com as novas regras, essa obrigatoriedade deixa de existir

Ciclistas
– Passa a ser infração gravíssima o ato de não reduzir a velocidade ao ultrapassar ciclistas, e grave estacionar sobre ciclovias ou ciclofaixas

Todas as alterações podem ser consultadas na Lei nº 14.071/2020.

Leia mais:
Ampliação de carência do Pronampe já está disponível na Caixa
Escolas municipais retomam as aulas presenciais em São Paulo
Mais de 100 mil pacientes com Covid já precisam de internação desde o início da pandemia em Minas