Duas testemunhas serão ouvidas pelo Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP), na tarde desta terça-feira (1º), dentro do inquérito que apura a morte de uma administradora de imóveis de 38 anos, que caiu da cobertura de um prédio no bairro Castelo, região da Pampulha, no dia 21.

Essas duas pessoas estavam no apartamento onde acontecia uma festa em que estava a administradora. Elas poderão contar o que viram nos momentos que antecederam a queda, de acordo com informações da TV Globo.

O namorado da vítima e dono do apartamento já prestou depoimento por três horas e meia. Ele afirma que a mulher cometeu suicídio. O filho dele, de 17 anos, que estava na festa, também já foi ouvido pelos investigadores.

A família da mulher não acredita que ela teria tirado a própria vida e contratou um advogado para acompanhar as investigações. A reportagem do Hoje em Dia ligou várias vezes para o escritório dele, mas não conseguiu contato com o advogado.

A reportagem também pediu uma entrevista com o advogado do dono do apartamento, mas ainda não obteve retorno.

A Polícia Civil informou que a investigação acontece sob sigilo judicial e, por isso, não pode divulgar informações. Mas já adiantou que o laudo pericial será fundamental para o caso e que nenhuma linha de investigação foi descartada.