Entra ano, sai ano e não há, definitivamente, quem deixe de fazer mil planos para a chegada do calendário novo ou não aposte em mudanças radicais que farão a vida dar uma guinada. Será que vou arranjar um emprego melhor? Vou encontrar um grande amor e, finalmente, casar? Ou: prometo ir à academia todos os dias e juro que dessa vez vou economizar dinheiro. E por aí vai...

Fato é que antes de entrar no ano novo fica praticamente impossível saber como colocar em prática tudo que foi planejado. Praticamente, mas não impossível. Para dar uma mãozinha na véspera do 2016, o Hoje em Dia consultou esotéricos.

A previsão para a chegada do Ano do Macaco é unânime e, pode anotar: aposte na transformação e na ousadia para se dar bem! No campo dos negócios, a notícia é boa. No horóscopo chinês, 2016 é regido por macaco com influência do elemento fogo. Isso significa que será um bom momento para arriscar e ousar mais. Especialistas em economia brasileira, no entanto, recomendam cautela quando o assunto é investimento, pois o país seguirá em crise.

"O ano de 2015 foi regido por cabra, que remete a sustos e problemas. Dizer que 2016 será 'macaco' significa que será um ano transformador, mais ousado. O que não quer dizer, porém, que sairemos do problema e encontraremos a solução. O fogo é transformador, está ligado à criatividade, à astúcia e ao otimismo", detalha a taróloga, filósofa e sensitiva Maria José Lima, de Belo Horizonte.

Segundo ela, pessoas mais extrovertidas, criativas e empreendedoras podem se dar melhor, desde que se arrisquem, mas mantendo a cautela. "É preciso tomar cuidado com propaganda enganosa, porque a tendência, em função dessa inventividade e do empreender em alta, é a de que as pessoas queiram maquiar as coisas. É um ano de trabalho, mas não de emprego", enfatiza.

A astróloga Jacqueline Cordeiro, de São Paulo, autora do site esoterissima.com.br e de várias publicações, tem definição semelhante, do ponto de vista da astrologia.

"O macaco está associado, na astrologia ocidental, ao signo de aquário, que tem a ver com extroversão. É um ano que trará mais otimismo e um pouco mais de diversão. O fogo traz uma energia fundamental do ponto de vista da garra e da coragem", explica.

Perspectivas

Além das previsões astrológicas para 2016, o Hoje em Dia traz neste caderno projetos e perspectivas para o próximo ano. Como será o amanhã para a cidade de Belo Horizonte no que diz respeito a mobilidade, urbanismo, segurança?

E o que esperar, após um 2015 turbulento, da política, com eleições municipais, da economia, do esporte e da cultura?

 

esotérico

 

Desejo e ambição

No amor, pé no freio para quem pretende engatar um romance mais sério. A hora, avaliam esotéricos, é propícia a namoros. O que não significa que, se estiver pensando em casar, deva desistir dos planos. A dica é curtir o momento.

"A energia do fogo dentro do tarô e dos arquétipos que regem o Brasil, Oxalá e Iemanjá não está ligada a casamentos. É um ano de namoros, mesmo porque o fogo está ligado mais à paixão do que ao amor", detalha a taróloga Maria José Lima.

Quem já tem um relacionamento estável não deve dispensar a "pimenta". É que o macaco é extremamente instável, detesta rotina. "Se a relação estiver monótona, morninha, quase esfriando, pode entrar em xeque. O macaco gosta de pular de galho em galho, literalmente, então é um ano propício para infidelidade se a relação ficar meio boring (chata, em inglês)", alerta Jacqueline.

Trabalho

Com relação à profissão, as áreas com mais chance para o sucesso em 2016 são aquelas ligadas a mídias e à propaganda. Investir em inovação pode ser a saída para quem caiu na mesmice e viu o negócio estagnar. A palavra de ordem é reciclar.

"É um ano bom para as gráficas, até porque é um ano político, também para quem trabalha com propaganda, lojas virtuais e mídias. O comércio também terá um bom enfoque. Vai se dar bem quem souber agregar novidades ao que já se sabia fazer", afirma Maria José.

Contenha-se

O Ano do Macaco começa no dia 8 de fevereiro e vai até 27 de janeiro de 2017. Ambição, ímpeto, e desejo de sucesso não faltarão. Mas atenção: recomenda-se desacelerar toda vez que a impulsividade falar mais alto. As chances de trocar os pés pelas mãos são grandes. "O macaco de fogo tem a energia da ambição, do sucesso, que é o lado bom. O lado ruim é que ficamos mais impulsivos, agressivos e, às vezes, temos pouca paciência para as coisas. Sabe aquele ditado que diz que o apressado come cru? É exatamente isso", alerta a taróloga e escritora Jacqueline Cordeiro.

Atenção no ano novo para atividades que requerem foco, persistência e paciência. Pessoas que por natureza são ansiosas e apressadas podem se dar mal. Em 2016, é necessário perceber que ser paciente e esperar é fundamental. "O fogo, por si só, é extremamente estimulante, mas o que existe no elemento é organização, método e planejamento", completa.

Para quem tem foco e age com moderação, o ano pode ser de reconhecimento e ascensão profissional.