“O recado que eu deixo é que talvez o pior ainda esteja por vir”, afirmou o governador Romeu Zema em entrevista à Rede Globo no início da tarde deste sábado (25). Ele lembrou que o solo está muito encharcado em municípios de diversas regiões do Estado e há uma grande possibilidade de haver novos casos de deslizamentos.

“A principal ajuda que precisamos da população é que as pessoas respeitem as orientações de bombeiros e Defesa Civil. Tivemos perdas de vidas porque as pessoas achavam que estavam seguras, mas sofreram com deslizamentos”, disse o governador, que sobrevoou a Vila Bernadete nesta manhã. No local, morreram pelo menos duas pessoas.

Ele também recomendou que pessoas ofereçam abrigo para quem vive em áreas de risco. “Uma pessoa vai se sentir mais confortável na casa de um parente ou amigo do que em um ginásio de esportes”, explicou.

Zema informou que o Governo tem estrutura para atender os desabrigados no Estado. O balanço divulgado na manhã deste sábado é de 2.554 desalojados e 791 desabrigados em Minas. Oito mortes foram confirmadas em decorrência das chuvas dos últimos dias.