Com números crescentes de casos em Minas Gerais, o sarampo - doença viral, infecciosa aguda, grave, transmissível e altamente contagiosa - coloca a população em alerta. Somente na última semana, o número de casos confirmados da doença mais que triplicou no Estado, passando de quatro registros para 13. 

Mas, este número pode ser ainda maior, considerando que a Secretaria de Saúde de Juiz de Fora já confirmou, nos últimos dias, dois casos no município. Com isso, o número real de registros da doença é de 15. O boletim epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde deve ser atualizado na próxima semana. Até então, outros 138 casos suspeitos da doença seguem em investigação. 

Mas, quais as consequências, de fato, da doença? Quem já tomou a vacina deve tomar de novo? Gestantes também podem se vacinar? E por que, depois de tanto tempo sem se ouvir falar em sarampo, a doença voltou com força total? 

O Hoje em Dia foi às ruas para ouvir estas e outras dúvidas da população de Belo Horizonte sobre o assunto. Quem responde às perguntas é o médico infectologista Carlos Starling, especialista no assunto e diretor da Sociedade Mineira de Infectologia.

Ouça:

 

Veja, ainda, um tira-dúvidas sobre a doença: 

sarampoClique para ampliar 

 

Leia mais:
Hospital Vila da Serra tem pronto atendimento infantil fechado por suspeita de sarampo
Outros quatro centros de saúde e duas UPAs são fechadas por suspeita de sarampo em BH
Pesquisa aponta variação de 156% no preço de vacinas em BH; veja valores