As próximas intervenções no projeto da nova rodoviária de Belo Horizonte devem incluir a ampliação da rua Jacuí, no bairro São Gabriel, na região Nordeste. As intervenções começam em até dois meses e o tráfego nas imediações não será alterado. 

“A concessionária responsável pelas obras do terminal vai ampliar a avenida. As pessoas não terão nenhum incômodo, pelo contrário. Vão ter uma nova via em um local de trânsito intenso, principalmente às 18h”, disse Ramon Victor Cesar, presidente da BHTrans.

As intervenções do terminal devem ser concluídos no segundo semestre de 2017. O terreno se encontra em fase de terraplenagem. 

Segundo o prefeito Marcio Lacerda, que visitou ontem o local, as remoções e desapropriações para que as obras tivessem início teriam levado mais tempo do que o esperado, e custaram mais R$ 40 milhões aos cofres públicos. “Agora não há mais nenhum obstáculo de construções antigas”. 

Em relação ao cronograma das intervenções, o chefe do Executivo municipal disse que a empresa vencedora da concorrência para a implantação do terminal, a SPE Terminal Belo Horizonte S/A, poderá pagar multas contratuais caso o cronograma não seja cumprido.

Os investimentos na obra somam cerca de R$ 90 milhões. Quando a concessionária iniciar a operação, ela terá que pagar à prefeitura outorga de R$ 6 milhões pela utilização do terreno.

A rodoviária no São Gabriel terá capacidade para atender 40 mil passageiros por dia.