Após dois anos de interrupção e quatro anos depois de ter sido iniciada, foi retomada a obra da bacia de detenção do córrego São Francisco, localizado na avenida Assis Chagas, na vila Indaiá, região da Pampulha. A intervenção está sob a responsabilidade da Superintendência de Desenvolvimento da Capital (Sudecap).

A escavação da bacia já foi concluída e atualmente estão sendo feitos a fundação da barragem e o interceptor de esgoto. A bacia terá capacidade para armazenamento de um volume de 66 mil metros cúbicos de água que, além de reduzir os riscos de enchentes na região, também vai minimizar os problemas que ocorrem no aeroporto da Pampulha durante o período chuvoso.

O investimento nesta obra é de aproximadamente R$ 21,3 milhões, e os recursos são disponibilizados pelo Ministério da Integração Nacional, por meio do Programa Cidade Sustentável.

De acordo com a Secretaria Municipal de Obras e Infraestrutura (Smobi), dentre os trabalhos realizados estão a implantação da bacia hidráulica, área de armazenamento, barragem e vertedouro, prolongamento da galeria existente, implantação de via (rua Botumirim) e remanejamento do sistema de esgoto sanitário.

Cronograma

A obra de construção da bacia de detenção do córrego São Francisco foi iniciada em 2014, com a previsão de conclusão em 2015. Já fora do prazo de entrega, os trabalhos foram paralisados em 2016, em decorrência de atrasos nos repasses de financiamento do governo Federal, o que comprometeu o pagamento das medições de obra.

Com a retomada, a previsão de conclusão da intervenção é para o final do primeiro semestre de 2019.

Leia mais:
Prefeitura reabre licitação para obras de prevenção de enchentes do Córrego do Nado em Venda Nova
Atendimento presencial de equipamento cultural é suspenso por causa de obras