A Superintendência de Desenvolvimento da Capital (Sudecap) deu início à primeira etapa das obras de otimização do sistema de macrodrenagem da bacia do ribeirão do Onça, para evitar casos de inundações em bairros da região Nordeste de Belo Horizonte. A intenção é evitar transbordamentos dos ribeirões Pampulha e Onça.

Os recursos investidos, de aproximadamente R$ 36 milhões, são provenientes do Fundo Municipal de Saneamento (FMS) e de financiamento obtido junto ao Ministério das Cidades, de acordo com a Prefeitura de Belo Horizonte. O prazo de execução de todos os trabalhos está estimado em 540 dias.

O objetivo das obras é aumentar as dimensões dos canais existentes e, por consequência, ampliar a capacidade de vazão da água das chuvas. O projeto prevê uma implantação de canal paralelo à canalização existente do ribeirão do Onça, desde as proximidades do cruzamento da avenida Cristiano Machado com avenida Risoleta Neves até a divisa com a faixa de domínio da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) dentro da Estação São Gabriel.

obras ribeirão do onça

Obras devem ser executadas ao longo de 540 dias