Ocupação de enfermarias e UTIs destinadas à Covid em BH apresenta queda nas últimas 24 horas

Clara Mariz
@clara_mariz
26/01/2022 às 17:18.
Atualizado em 30/01/2022 às 01:06

Divulgação / PBH Enfermarias e UTIs estão mais vazias

As taxas de ocupação dos leitos de enfermaria e UTI destinadas ao tratamento da Covid-19 em Belo Horizonte registraram queda nas últimas 24 horas. O Boletim Epidemiológico divulgado pela Prefeitura da capital nesta quarta-feira (26) aponta que a ocupação de leitos de enfermaria saiu de 90.5% nessa terça-feira (25) para 82.2%, e o de UTI baixou de 88.5% para 82.1% em 24h.

Essa redução pode ter sido influenciada pela abertura, nessa segunda-feira (24), de 40 leitos de enfermaria exclusivos para infectados pelo coronavírus, e de 15 leitos de UTI para Covid nessa terça-feira (25). Ainda assim, os indicadores de monitoramento de ocupação permanecem no nível vermelho de alerta.

O boletim desta quarta (26) também mostra que a taxa de transmissão do novo coronavírus, representada pelo índice RT, está em 1,15. Ele aponta que a cada 100 pessoas infectadas, outras 115 podem contrair a doença. O ideal é que este valor seja menor do que um.

Infecção e vacinação
De acordo com os dados da PBH, até o momento, foram confirmados 311.541 casos de Covid-19 na capital mineira, sendo 5.746  em acompanhamento e 7.151 óbitos em decorrência da doença.

Em relação à imunização de pessoas com 12 anos ou mais, em BH, 94,2% já receberam a segunda dose ou dose única (Janssen). O reforço foi dado a 34,4% desse público.

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por