Após uma semana inteira de ascenção nos índices de monitoramento da Covid-19 em Belo Horizonte, a taxa de ocupação de leitos de UTI, públicos e privados, exclusivos para tratamento da doença, atingiu nível vermelho nesta sexta-feira (26), com 70,1% de uso.

boletim

Clique para ampliar

De acordo com o boletim epidemiológico da Prefeitura de BH, a taxa de transmissão (Rt) da enfermidade também subiu e continua em fase amarela. Nessa quinta, o índice estava em 1,01 e, nesta sexta, está em 1,06. Isso significa que cada 100 contaminados pela Covid podem transmitir, em média, para outras 106.

A ocupação das vagas de enfermaria também cresceu, passando de 50,9% nessa quinta para 56,2% agora, se mantendo em nível amarelo. Os números apontam para a necessidade de reforço nas medidas de combate à doença, como o distanciamento social, a lavagem frequente das mãos e o uso de máscara.

Número de mortes

A capital mineira registrou mais 10 óbitos por causa da Covid-19 em 24 horas. Com isso, o número de mortes, segundo a Secretaria Municipal de Saúde, subiu para 2.731 nesta sexta-feira.

A quantidade de notificações no período foi de 1.192 casos. No total, desde o início da pandemia, BH soma 110.461 pessoas infectadas pela enfermidade causada pelo novo coronavírus.

Já os casos em acompanhamento são 5.038. Ou seja, são pessoas que tiveram Covid-19 e que não evoluíram para óbito e permanecem sob análise médica.

Os recuperados somam 102.692 pacientes. De acordo com a prefeitura, são pessoas com Covid-19 que receberam alta hospitalar ou que, após início de sintomas há mais de 14 dias, não tiveram evolução para Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) ou óbito.

Imunizados

O boletim epidemiológico e assistencial da prefeitura também trouxe o balanço de imunizações contra a Covid-19 na cidade. Até o momento, 208.670 doses de vacinas foram distribuídas no município, sendo que 114.570 pessoas já receberam a primeira dose; e 57.035 a segunda.

Leia mais:
Como será o amanhã? Cresce procura por terapias que se propõem a abrir caminhos para vida mais leve
Governos estaduais adotam medidas restritivas para combater Covid-19
Justiça nega recurso e criança adotada poderá ter que morar com avó paterna biológica em BH