O Jardim Botânico da Universidade Federal de Juiz de Fora teve de ser fechado temporariamente a partir desta sexta-feira (26) depois que foi registrada a presença de uma onça-pintada na área aberta à visitação do espaço. De acordo com o Departamento de Zoologia do Instituto de Ciências Biológicas da universidade, há 80 anos não havia um registro do animal na região da Zona da Mata mineira.

O animal foi avistado por um vigilante por volta das 22h desta quinta-feira (25). No vídeo, a onça caminha ao redor da sede administrativa, localizada a cerca de 300 metros da entrada de visitantes.

A decisão de fechar temporariamente o Jardim Botânico, localizado no bairro Santa Terezinha, foi tomada para preservar a segurança de visitantes, população do entorno, funcionários e do próprio animal.

Ainda na noite desta sexta, um profissional do Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Mamíferos Carnívoros (Cenap/ICMBio) chegará a Juiz de Fora e irá ao Jardim para traçar, com a equipe local, um diagnóstico da situação e estratégias de ação. Depois disso, será estabelecido um plano de manejo do animal, preservando o “Plano de Ação para a Conservação da Onça-Pintada”, do Ministério do Meio Ambiente.

Ameaçada de extinção, a onça-pintada (Panthera onca) é o maior felino das Américas. É um animal de hábito solitário, tendo maior atividade ao entardecer e à noite.