A Receita Federal e a Polícia Rodoviária Federal realizaram nesta quinta-feira (23) uma ação de combate ao comércio de produtos importados de forma irregular em Poços de Caldas, no Sul de Minas. A Operação Xangai apreendeu pelo menos R$ 500 mil em mercadorias.

Os agentes foram a estabelecimentos comerciais do Centro da cidade, que têm como base os produtos de origem asiática, para verificar notas fiscais e evitar a circulação de produtos nocivos à saúde e ao meio ambiente, além de coibir a prática de crimes que geram desemprego, sonegação de impostos e concorrência desleal à indústria e ao comércio regular. 

A operação teve a participação de 40 profissionais, como auditores, analistas e policiais. Ainda conforme a receita, os envolvidos em comércio de produtos importados de forma irregular podem responder pelo crime de descaminho, pela falta de pagamento do imposto de importação. A pena prevista é de um a quatro anos de prisão. 

Entre as mercadorias apreendidas estão eletrônicos e brinquedos. Os especialistas fazem um alerta sobre os produtos importados clandestinamente, principalmente os brinquedos, que não têm certificação de órgãos reguladores, o que significa que não se submeteram aos procedimentos de segurança, qualidade e avaliação de conformidade, podendo conter substâncias tóxicas de uso proibido no país. Além disso, crianças podem se intoxicar ou até mesmo engolir peças de brinquedos que não foram homologados pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (INMETRO).