A Polícia Militar de Minas Gerais lançou, nesta quinta-feira (14), véspera do feriado de 15 de novembro, a Operação República, com foco em crimes de roubos e furtos nas áreas de grande comércio, tanto da capital quanto do interior do Estado.

De acordo com o diretor de Apoio Operacional da PM, coronel Alexandre Magno, a ação começou às 6h e vai até a meia-noite. “Quando vamos nos aproximando do período natalino, as pessoas recebem o salário, recebem o 13º. E a PM atuando de forma preventiva, ela está atuando de forma antecipada, reforçando o policiamento, justamente para gerar mais sensação de segurança e tranquilidade para as pessoas fazerem as compras natalinas e passear com a família”, esclareceu.

Ao todo, são 3.500 policias extras, que reforçam a equipe já atuante em Minas. Segundo o coronel, eles foram retirados da área administrativa. Os militares de todo Estado contaram ainda com o apoio de 900 viaturas.

A ação antecede os trabalhos nas semanas seguintes, quando há um aumento de circulação de pessoas no comércio, por causa das festas de fim de ano. Neste período, a ideia é usar a tencnologia já existente das câmeras do Olho Vivo para indentificar suspeitos no entorno de agências bancárias e no comércio. 

"A dica (para as pessoas) é que elas estejam sempre atentas, guardem as carteiras e os celulares. Se a pessoa tiver esse cuidado, a tendência é que ela não seja uma vítima em potencial", afirmou o coronel. 

Feriado da Proclamação da República

Como a operação é realizada um dia antes do feriado, o reforço também acontece nas estradas, por meio do trabalho dos policiais rodoviários.

Em paralelo à operação, ainda serão cumpridos mandados de prisão, busca e apreensão em todo Estado. Mas a PM não deu detalhes sobre essa ação. 

Leia mais:
Veja o que abre e o que fecha em BH no feriado de 15 de novembro