O secretário de Estado de Saúde, Carlos Eduardo Amaral, informou em coletiva, na tarde desta sexta-feira (17), que cerca de 1400 pacientes que fazem hemodiálise poderão retirar os remédios da Farmácia de Minas nas clínicas em que fazem seus tratamentos, em Belo Horizonte e região metropolitana. A ação visa evitar filas e aglomerações na unidade. 

De acordo com Amaral, a facilitação do processo de dispensação de medicamentos da Farmácia de Minas veio após uma parceria entre a Secretaria de Estado de Saúde (SES) e as clínicas de tratamento.

Além disso, para demais casos, o gestor informou que a Farmácia de Minas está elaborando um plano para que os remédios sejam entregues, nas unidades, em quantidade própria para dois a três meses de tratamento, também como forma de evitar que o cidadão vá ao local mensalmente. 

"Temos, ainda, a possibilidade de autorização para busca de medicamentos, para pessoas que tenham restrição de ir à farmácia, como idosos ou pessoas com riscos elevados. Assim, elas podem autorizar outras pessoas a buscarem o medicamento", disse.

Leia mais:
Zema sanciona lei que obriga o uso de máscaras e diz que pandemia 'empobrece' a todos
Flexibilização de isolamento em Minas não ocorrerá antes da segunda quinzena de maio, afirma SES