Oito pessoas foram presas na noite dessa terça-feira (7) durante um evento de pagode irregular em Rio Acima, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Segundo a Polícia Militar (PM), durante patrulhamento, a guarnição foi acionada por uma denúncia de aglomeração e obstrução de via.

Ao chegarem no local, os militares se depararam com muitas pessoas sem máscara e descumprindo o distanciamento social. A polícia convocou a prefeitura para auxiliar na abordagem.

De acordo com a corporação, "traficantes da região" estavam presentes no estabelecimento, que fechou as calçadas com equipamentos de som e mesas. Havia música ao vivo.

Descontentes com a interferência da polícia, algumas pessoas discutiram com os agentes e receberam voz de prisão por resistência. Populares tentaram interferir na ação, jogando garrafas e copos de bebidas nas viaturas.

Foram apreendidos 14 pinos de cocaína, dois cartuchos de revólver calibre 32 e um celular. A PM precisou utilizar granadas e efeito moral e gás lacrimogêneo para conter a multidão.

Com a chegada das autoridades da Prefeitura de Rio Acima, foi constatado que o proprietário do bar não tinha autorização para realizar o evento. A ocorrência foi registrada pela delegacia de Santa Luzia.

Leia mais:

Máscara contra Covid ajudou a zerar casos de sarampo em BH neste ano
Motoristas e plataforma russa oferecem alternativas ao complicado mercado de APPs de mobilidade