Há pelo menos uma semana, uma pane no serviço de agendamento para a emissão de carteira de trabalho pela internet, via Sistema Nacional de Emprego (Sine), gerenciado pela Secretaria de Estado de Trabalho e Emprego (Sete), tem impedido a prestação do serviço em Minas Gerais.

Na última sexta-feira (1º), o acesso ao portal do Sine-MG estava indisponível durante todo o dia. No início da noite, após o Hoje em Dia solicitar uma resposta sobre o problema à assessoria de comunicação do governo do Estado, o acesso foi normalizado. Porém, permanecia a falta de condições de agendamento on-line para tirar o documento.

Na Superintendência Regional do Trabalho e Emprego (SRTE), do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), a chefe do setor de carteiras, Maria Auxiliadora Ribeiro Perdigão, fez uma revelação surpreendente: o MTE não possui um sistema próprio de agendamento de emissão de carteira de trabalho pela internet. Por isso, o Sine utiliza em Minas – e em outro Estados – o programa do governo estadual.

“Temos conhecimento de que o serviço do Estado está temporariamente inoperante devido à migração do sistema”, afirmou Maria Auxiliadora. Segundo ela, mais detalhes a respeito do sistema deveriam ser informados pelo diretor de Atendimento ao Trabalhador e Articulação Empresarial da Sete, Vanderlei Alves de Souza.

Por várias vezes, o Hoje em Dia tentou na última sexta-feira (1º) contato com ele, via celular, mas sem sucesso. Por fim, ligou para a assessoria de comunicação do governo estadual, que, inicialmente, negou o problema, Depois, ficou de encaminhar uma resposta oficial, mas, até o fechamento desta edição, não houve a confirmação de que o problema tivesse decorrido de uma migração da plataforma do sistema ou de uma pane no serviço.


Só por telefone

Ainda na SRTE, Maria Auxiliadora informou que o agendamento pelo telefone (31) 3271-2919 está operando normalmente. De acordo com ela, somente na última sexta-feira (1º), foram realizadas 45 solicitações. A chefe do setor de carteiras de trabalho confirmou que, com a interrupção do serviço de agendamento on-line, houve uma sobrecarga no serviço por telefone.


Prazos

Ainda segundo Maria Auxiliadora, assim que é realizado o agendamento, o interessado tem o prazo de dois a 15 dias para retirar a carteira de trabalho. O documento lembra mais um passaporte, com mais de 50 itens de segurança. Em casos de urgência, a carteira no modelo antigo pode ser emitida.