Uma mulher natural do Paraguai foi presa no Aeroporto Internacional de Confins, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, na última terça-feira (28), quando o seu voo vindo de Bruxelas, na Bélgica, fez uma escala na capital mineira. Dentro da mala da suspeita, de 34 anos, a Polícia Federal (PF) localizou 12,5 kg de ecstasy. 

De acordo com a corporação, o destino final da mulher era o Rio de Janeiro. A bagagem dela passou pelo equipamento de raio-x e, após a suspeita, a droga acabou sendo localizada em um fundo falso de sua mala.

Além disso, ela também trazia 1.500 pesos argentinos, cerca de 1.400 dólares e 200 euros, que foram apreendidos.

A paraguaia era massoterapeuta e vivia em Buenos Aires, na Argentina. Ela foi presa em flagrante e encaminhada para a penitenciária feminina Estevão Pinto, na região Leste de BH, onde ficará enquanto aguarda julgamento.

Se condenada por tráfico internacional de drogas, ela poderá pegar até 25 anos de prisão, segundo a PF. 

Apreensões intensificadas

Ainda de acordo com a PF, há dois anos os trabalhos de repressão às drogas no aeroporto de Confins foram intensificados. "Com a utilização constante de cães farejadores e de equipamentos de raio-x, aumentou significativamente o número de prisões em flagrante e apreensões de drogas", disse a corporação. 

Por fim, a corporação aproveitou para alertar que qualquer pessoa pode colaborar com a PF passando informações que ajudem no combate aos crimes, uma vez que o sigilo será sempre mantido. Para denunciar, o contato é o telefone 194. ​

raio-x drogas
Droga foi localizada com uso do raio-x pela PF, ferramenta que tem intensificado as apreensões no aeroporto

Leia mais:

PM prende homem que vendia drogas sintéticas em rave na Grande BH
Homem é preso com cocaína em fundo falso de bagagem no Aeroporto de Confins
Mulher é presa com 11 kg de skunk no Aeroporto de Confins
Jovem de 18 anos é flagrado com 13 kg de skunk no aeroporto de Confins