A população da cidade de Paraopeba, na região Central de Minas, corre o risco de ficar sem água neste fim de semana. De acordo com a Copasa, o abastecimento se encontra prejudicado neste sábado (21) e decorrência do alto consumo. Segundo a empresa, os caminhões-pipa enviados pela Vale não estão conseguindo manter a demanda necessária e a mineradora foi acionada para tomar providência.

A companhia afirmou está trabalhando para evitar o desabastecimento, mas a participação da população também é muito importante. “titudes simples, como lavar o carro com balde de água no lugar da mangueira; deixar a torneira fechada enquanto escova os dentes; tomar banhos rápidos; molhar plantas com regador e não lavar o passeio com água tratada fazem muita diferença”, divulgou a Copasa.

No início do mês, a Prefeitura de Paraopeba decretou estado de alerta na cidade por desabastecimento de água. Os problemas com o abastecimento tiveram início em janeiro, após o rompimento da barragem da Mina do Córrego do Feijão, em Brumadinho. A lama de rejeitos atingiu o rio Paraopeba e a captação de água na região Central. A Vale compensa o problema enviando caminhões-pipa.

A Vale informou que está avaliando a opção mais efetiva (poços artesianos e/ou captação no ribeirão Chico) para atender a população do município de Paraopeba. "Diante da suspensão temporária da captação no ribeirão Cedro, a Vale está fornecendo água por meio de caminhões-pipa e poços tubulares, atividades essas acompanhadas e monitoradas pela Copasa", afirmou a mineradora. 

Leia mais:
Rio das Velhas, responsável por abastecer BH, enfrenta a maior seca da história
Atingidos por tragédia em Brumadinho ficam sem Bolsa Família