'Parecia um terremoto', relatam moradores do bairro São Bento

Renata Evangelista
rsouza@hojeemdia.com.br
29/01/2020 às 12:16.
Atualizado em 27/10/2021 às 02:28
 (Renata Evangelista)

(Renata Evangelista)

Assustador, nunca visto antes. É assim que os moradores e frequentadores do bairro São Bento, na região Centro-Sul de Belo Horizonte, descrevem o temporal que atingiu uma das áreas mais nobres da capital na noite desta terça-feira (29).

A rua Jandira de Costa Mourão foi uma das mais afetadas. No local, um barranco deslizou, derrubando o muro de uma casa de luxo. O medo da esteticista Lana Carvalho, de 26 anos, é que imóveis ao redor estejam ameaçados. 

“Estou apavorada. Ouviu um barulho que mais parecia um terremoto. O estrondo foi muito forte e todas residências vibraram. Corremos e vimos que parte da casa do vizinho tinha desmoronado”, lembrou. 

Ela aguarda técnicos da Defesa Civil no local para avaliar se outras residências estão condenadas. “Aqui nunca foi área de risco. Mas, agora, talvez, possa se tornar”, lamentou. 

Susto 

Quem também acompanhou estarrecida o temporal foi a auxiliar de serviços gerais Ludmila Kênia Pereira, de 25, que trabalha no restaurante Verdinho, na avenida Cônsul Antônio Cadar. 

Do estabelecimento, ela viu carros serem arrastados, bueiros estourando e pessoas ilhadas. “As bocas de lobo pareciam cachoeiras. E um ônibus ficou preso no meio do alagamento. A PM teve que ajudar a resgatar os passageiros. Nunca tinha visto nada parecido”, lembrou. 

A professora Isabela Orsine, das Faculdades Promove e Kennedy, viu a tempestade da janela do apartamento. “Foi terrível. Moro no bairro há 18 anos. Nunca tinha presenciado nada do tipo. Pior é que, com a previsão de mais chuva, esse cenário pode se repetir”, disse.

O advogado Rodrigo Dolabela, de 48, voltava de uma viajem a São Paulo quando ficou ilhado. “Tive que parar em um posto de gasolina, pois era impossível passar pela avenida Amazonas. E, quando enfim cheguei ao São Bento, encontrei esse cenário de guerra. Em 25 anos morando aqui, nunca tinha visto nada igual”, declarou.

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por