Fechados há meses devido à febre amarela, os Parques das Mangabeiras, incluindo o Mirante, o da Serra do Curral e o Burle Marx reabriram as portas para a população nesta quarta-feira (18). Porém, como o risco da doença ainda não foi descartado, os visitantes terão que comprovar imunização contra a enfermidade.

Só terão acesso as áreas verdes, conforme a Fundação de Parques Municipais e Zoobotânica, aqueles que tiverem recebido a vacina há pelo menos 10 dias. no site da prefeitura é possível agendar a visita nos parques das Mangabeiras e do Curral para evitar fila de conferência do cartão de vacina.

Os dois parques foram fechados em novembro do ano passado, sendo que no Mangabeiras três macacos com suspeita da doença foram encontrados mortos. Já o Burle Marx, na região Barreiro, foi interditado no início deste ano.

A visita aos locais é gratuita, mas, no caso do Parque das Mangabeiras, o uso das quadras é pago, sendo possível alugar bolas e petecas. 

Restrição

Mesmo com a reabertura, o Parque das Mangabeiras terá restrição. Por enquanto, a entrada será somente pelas portarias da avenida José do Patrocínio Pontes e da rua Mangabeira da Serra. 

Reforma

Segundo a Fundação Zoobotânica, durante o período em que ficaram fechados, os parques passaram por intervenções e melhorias. Além da manutenção da vegetação, no Parque das Mangabeiras foi feita ainda a reforma do Centro de Educação Ambiental e dos banheiros, pintura de equipamentos na Ciranda de Brinquedos e a limpeza do lago das carpas e de toda a cobertura da Praça das Águas.

No Parque da Serra do Curral, foram iniciados dois projetos de pesquisa para conservação do cacto Arthrocereus glaziovii (Cactaceae), espécie ameaçada de extinção descoberta no local há cerca de três anos. Já Burle Marx, foi feita implantação de novos jardins e revitalização paisagística, troca de iluminação e a pintura dos vestiários da área esportiva do local. 

Leia mais:
Parques de BH fechados por risco de febre amarela reabrem e são boas opções para as férias